Valor x preço: o que você está entregando para o seu cliente?

outubro 6, 2021

Provavelmente você já ouviu falar em agregar valor à marca, mas como colocar isso em prática e transmitir os benefícios da empresa aos seus clientes? Saiba mais!

Apesar de preço e valor serem palavras bastante comuns no dia a dia dos brasileiros, sendo utilizadas até como se fossem sinônimos em alguns momentos, esses conceitos apresentam significados diferentes.

Essa diferença pode ser considerada até um erro no universo de quem trabalha com empresas, contabilidade, administração ou na gerência de alguma marca. Então é fundamental saber como diferenciar esses conceitos e entregar mais qualidade ao público da sua organização.

Neste artigo, você vai conferir o que é valor e preço, como aplicar o uso desses termos da forma ideal e como impactar positivamente na decisão de compra dos clientes do seu negócio. Siga conosco!

O que é preço?

Um dos comentários mais vistos em redes sociais de empresas é o tal do “quanto é?”, não é mesmo? O preço de um produto ou serviço está relacionado à moeda, gasto ou despesa, sendo praticado da mesma forma para todos os consumidores.

O preço normalmente é um número definido por quem é responsável pelo produto ou serviço oferecido, tendo como base o custo de produção e distribuição, além da margem de lucro a ser obtida após as vendas.

O que é valor?

De acordo com uma pesquisa da PwC, o preço não tem sido mais o único definidor nas decisões de compras: 89% dos brasileiros afirmaram que a experiência é o que mais impacta na escolha de produtos ou serviços.

A experiência de compra, quando é satisfatória e eficaz, pode melhorar o relacionamento com os clientes, aumentar a audiência da marca, expandir as oportunidades de vendas e, ainda, contribuir no desenvolvimento sustentável da empresa.

Assim, o conceito de valor se relaciona não somente ao número, como o preço, mas ao benefício e resultado que tal produto ou serviço pode proporcionar às pessoas, podendo variar de acordo com o tempo e outras circunstâncias. 

Qual é a diferença de preço e valor?

Agora que você já sabe o significado dos dois termos, como é possível diferenciar esses conceitos ao longo dos processos comerciais da sua empresa para ter mais sucesso com as suas estratégias de venda?

Basicamente, preço é o número referente ao pagamento, enquanto valor remete aos benefícios gerados por determinado produto ou serviço aos clientes. Sabendo disso, vale a pena refletir: é mais importante planejar estratégias de preço ou de valor?

O valor não é elaborado levando em consideração somente o custo de produção, distribuição e a margem de lucro, mas fatores que vão para além do preço, como: qualidade, atendimento, formas de pagamento, logística, tempo investido, valores da empresa, dedicação para conquistar os objetivos, comunicação, entre outros.

Como entregar mais valor ao seu cliente?

Por mais que valor seja um conceito mais subjetivo do que palpável, é importante entender como gerar mais valor para os clientes da sua empresa, fazendo uso de boas práticas corporativas para tornar as experiências mais satisfatórias e eficazes a longo prazo. Confira, a seguir, as dicas que reunimos para ajudar você.

Conheça os diferenciais do que você vende

Além de conhecer todas as características e especificidades do seu produto ou serviço, é preciso entender quais são os benefícios e as soluções proporcionadas aos consumidores. Quais são as vantagens de ser cliente da sua empresa, o que você pode levar de diferencial para a vida de outras pessoas?

Construa um bom relacionamento com os clientes

Quais são as necessidades, dores e os objetivos do público da sua marca? Ao identificar as particularidades do seu público, é mais simples pensar em estratégias para se comunicar com ele de forma eficaz, prática e engajada. 

Isso também pode ajudar você a ter insights sobre as soluções ideais a serem oferecidas, o que pode gerar resultados melhores e experiências mais satisfatórias, atraindo e fidelizando clientes.

Conte a história da sua empresa

Assim como é fundamental conhecer o público da sua empresa, também é de extrema importância apresentar a sua história para as pessoas: mostrar como tudo começou, quem faz parte da sua jornada e os aprendizados obtidos até então, por exemplo, é uma ótima opção para melhorar o relacionamento entre cliente e marca.

Apresente depoimentos de clientes

Mostrar os bastidores da empresa e apresentar quem faz parte dela no dia a dia é um ponto essencial, mas também é recomendável demonstrar o que os consumidores acham dos seus produtos ou serviços.

Ao apresentar depoimentos dos seus clientes, outras pessoas que ainda não conhecem a sua marca podem entender as soluções oferecidas e os benefícios gerados pelos produtos ou serviços da sua empresa, aumentando a credibilidade e a segurança.

Reduza os custos indiretos da experiência

Você já desistiu de comprar algo que queria e não estava caro, mas porque a fila estava muito grande? Outro ponto que também faz com que clientes desistam de fazer parte do público de uma marca é um atendimento de baixa qualidade. Então vale a pena atentar para esses pontos.

Alguns custos indiretos que podem ser reduzidos, a fim de aprimorar a experiência de compra, captar mais consumidores, melhorar a imagem da marca e obter mais destaque no mercado, são:

  • tempo de espera;
  • atendimento precário;
  • poucos canais de vendas;
  • dificuldade para encontrar produtos ou serviços;
  • poucas condições de pagamento;
  • baixa atenção aos feedbacks do cliente.

Dê atenção ao pós-venda

O erro de algumas empresas é investir apenas no momento pré-venda, captando leads e aumentando as chances de vender mais, pois isso quase todas as organizações já fazem. Porém, para realmente ter mais sucesso e agregar valor à marca, é preciso investir no pós-venda.

Algumas práticas que você pode realizar para se destacar mais e trabalhar nos pontos positivos da experiência de compra, são:

  • ouvir as sugestões dos consumidores;
  • mostrar disponibilidade para tirar dúvidas;
  • oferecer atendimentos personalizados;
  • investir em omnichannel;
  • valorizar os feedbacks obtidos;
  • oferecer assistência técnica e suporte.

Agregar valor à empresa não é algo feito da noite para o dia, mas um processo longo que demanda atenção e cuidado redobrado, principalmente com os clientes, para aprimorar a experiência de compra, reduzir as despesas e ter resultados mais satisfatórios a longo prazo. Esperamos que este post tenha ajudado você!

Continue de olho em nosso blog para saber mais sobre gestão de negócios, empreendedorismo, vendas, tecnologia e dicas de marketing. Até mais!

×